Panzerotti do Luini

Sabe uma daquelas coisas simples mas deliciosas? É o panini do Luini.

Como se fosse um pastel que parece ser feito com massa de pão, recheado e frito ( ou assado, você escolhe) que é uma delícia!! Há diversos outros lugares que vendem panini, mas o do Luini é o mais famoso, quase que patrimônio, principalmente para os jovens milaneses.

O Luini fica bem pertinho da Piazza Duomo na Via Santa Radegonda, mais uma daquelas vielas estreitinhas de Milão.

DSC09862

A minha pedida foi o clássico que vem recheado com tomate e queijo. Há diversas outras opções de recheio e o atendimento é super gentil e rápido. Só não tem lugar pra sentar, você entra na fila, ( que provavelmente vai estar do lado de fora da porta) é atendido e já sai pela outra porta. A maioria das pessoas come ali mesmo, do lado de fora, encostados em alguma parede ou até mesmo sentados no meio fio. Não importa, o que importa é você não deixar de provar essa delícia!!

Não vejo a hora de voltar pra Itália e comer um Panzerotti me sentindo uma legítima cidadã italiana. Falta pouco!!

Aiai.. me deu uma fominha agora!!

Anúncios

Teu processo terminou! Pode vir!

Cheguei ontem de manhã no escritório, e fui abrir meus e-mails como faço de costume. Tava sem tempo porque ia trabalhar só 2h pois ia fazer uma endoscopia. Quando abro meu e-mail pessoal, uma mensagem da minha assessora.

Teu processo terminou! Pode vir!

Quase cai da cadeira, mostrei pro Jr e não nos contivemos de alegria!! Eu parecia não acreditar, sabe aquele tipo de mensagem que você tem que ler, reler e ler várias vezes para acreditar? Pois é… Li e reli inúmeras vezes para ” cair a ficha”.

Agora é só arrumar as malas e voilá Itália!! Assinar minha identidade e fazer meu passaporte. Apesar de não ter certeza quando que sairia a confirmação já estávamos nos organizando, vendendo as coisas e tal. Então esse final de semana minha irmã e meu cunhado vão vir pra cá pra levar algumas coisas que vou deixar na casa da minha mãe e já coloquei o Lambrusco para gelar para gente comemorar!! \o/

Em breve vou ter uma dessas..

Imagem

PS.: Depois posto as fotos da comemoração.

A espera de um vigile

Confirmar a residência foi a parte mais chatinha do processo, aguardar em casa o fiscal aparecer é angustiante ainda mais quando você vê o relógio se adiantando e nada do dito cujo aparecer. Fiquei esperando o dia todo, e pra ajudar, nevou pela manhã então além da preguiça boa de sair com a neve muitos vigiles tiveram que atender as ocorrências de acidentes de trânsito. E sem contar que no dia que estava agendado para a minha confirmação iniciava uma feira de artesanato gigante na cidade. No primeiro dia, ( leia-se no primeiro sábado, pois onde fiz eles só fazem a confirmação aos sábados) nada do vigile aparecer. Tive que esperar para o próximo sábado, com uma angústia danada porque era o último  que eu teria, na quarta-feira tinha passagem marcada para voltar ao Brasil.

Já no segundo sábado fiquei esperando até o meio dia e nada do fiscal aparecer, até que a dona da casa viu pela sacada ele passeando lá embaixo. Olhamos e ficamos esperando ele entrar no condomínio, mas quem disse que ele entrava?? Passou na frente do prédio duas vezes e nada de tocar o interfone. Então ela me disse pra gente descer e tentar falar com ele. Fiquei muito na dúvida, mas descemos.

Quando chegamos lá embaixo ele estava passando pela frente do prédio novamente, mas visivelmente  sem intenção de entrar. Conversamos com ele e explicamos que estávamos aguardando a sua visita se por acaso ele estaria com a minha “prática” em mãos.

Sorte que ele foi muito simpático, ele não tinha o meu pedido em mãos, mas foi checar no carro e estava lá, então ele subiu com a gente. Perguntou quantas pessoas moravam na casa, se eu era casada, qual era o objetivo da minha residência na Itália, quantos cômodos a casa tinha. Como eu não falo italiano ( entendi tudo o que ele perguntou, mas achei melhor deixar a dona da casa responder) a Olga respondeu tudo, assinei e UFA! A residência estava confirmada.

Mas foi ali, se não tivéssemos descido ele não passaria, tenho quase certeza disso, caso contrário ele já estaria com o meu processo em mãos. Pegamos ele pelo colarinho praticamente e arrastamos pra dentro do apartamento.. rsss

Agora que já voltei pra casa só nos resta aguardar a Comune e os consulados fazerem a parte deles.

Galleria Vittorio Emanuele II

Outro ponto que não passa desapercebido a quem visita Milão, é a Galleria Vittorio Emanuele, bem ali na Piazza del Duomo foi construída entre os anos de 1865 e 1878 e ganhou esse nome em homenagem ao rei Vitor Emanuel. A galeria foi imaginada para servir de elo de ligação entre a Piazza del Duomo e a praç do teatro Scala que fica na outra ponta da galeria.

20131126-220647.jpg
A galeria é formada por quatro asas que ao se juntarem formam um octógono, com sua cúpula de vidro e estrutura de ferro dão um q de sofisticação legítimo da Belle Époque. Infelizmente o arquiteto responsável pelo projeto Giuseppe Mengoni não pode ver sua obra totalmente finalizada, pois faleceu ao cair da estrutura de metal quando trabalhava um pouco antes da galeria ficar pronta.

20131126-221139.jpg
O piso da galeria foi todo trabalhado em um mosaico que ilustram os brasões e representações históricas incluindo as quatro cidades que foram capitais do Reino da Itália: Milão, Turim, Florença e Roma.

20131126-221455.jpg
A galeria abriga muitas lojas de grife famosas como Prada, Louis Vuiton, assim como cafés e restaurantes sempre bem frequentados.

20131126-221744.jpg
Depois de muito andar e fotografar, resolvi me entregar às delícias italianas e saborear um legítimo risotto milanese acompanhado de uma taça de vinho chianti.

20131126-222011.jpg
Com as forças e baterias recarregadas já pude encarar o metro de volta para casa pois está começando a fazer um friozinho aqui, quando a noite cai então, só aumenta. Semana que vem as temperaturas estão prometendo cair drásticamente. Quero ver neve antes de ir embora!! Hehe

Duomo

Que Milão é um ícone da moda, uma cidade linda e elegante todo mundo sabe, mas os ventos que me trouxeram até aqui foram outros: estou aqui solicitando o reconhecimento da minha cidadania italiana, e como vou ficar nos arredores por cerca de 20 dias, claro que vou aproveitar para conhecer e desfrutar do charme  da cidade.

E o primeiro passeio não podia ser outro, o símbolo mais icônico da cidade: il Duomo!

A cathedral é belíssima e imponente, de estilo gótico com forte influência barroca é a sede da Arquidiocese de Milão.

image

A construção da cathedral iniciou em 1386 e foi evoluindo lentamente até ser concluída em 1813, ou seja, cinco séculos depois, isso porque Napoleão queria ser coroado rei da Itália na cathedral então tratou logo de terminá-la para a cerimônia.

image

image
Detalhes do mármore branco, rosa e as nuances de cinza

O interior é composto por cinco naves e cinquenta e duas pilastras adornadas com santos, tema de vida dos profetas insertados nas flechas e flores. O chão desenhado com mármore claro e escuro levou séculos para ser concluído, a montagem iniciou em 1584 e terminou somente em 1940 mais de um século depois de a cathedral ter sido considerada finalizada.

image

image

Os terraços são abertos para visitação e podem ser acessados tanto pelas escadas quanto pelo elevador, escolhi as escadas porque achei que se fosse de elevador poderia perder a vista da subida, mas as escadas são completamente fechadas então não faz muita diferença por onde subir.

Lá de cima a vista da Piazza, do palácio são bem bonitas e dá pra ver inclusive as montanhas que cercam parte da cidade cobertas de neve nessa época do ano, mas nada é tão bonito quanto os detalhes da arquitetura.

image

image

image

A foto acima exemplifica bem o apelido de “Floresta de Milão”.

Sugiro escolher (quem puder escolher, claro) um dia de sol e sem muito vento para o passeio aos terraços, quando eu fui estava ótimo e pude relaxar ao sol lá em cima.

image

Pena que assim como o interior o telhado também estava em obras e alguns acessos estavam restritos.

Bom, agora vou continuar meu passeio pela cidade e depois conto aqui.